Engenharia Civil 2003

Viaduto da Avenida Marginal do Parque da Cidade do Porto
Engº João Pires da Fonseca
Porto

Mais informações

O Prémio de 2003 distingue uma obra encomendada pela Câmara Municipal do Porto destinada a proporcionar o acesso do Parque da Cidade do Porto à Avenida Marginal.

Trata-se de um viaduto sobre o acesso à praia e ao mar a partir do parque da cidade do Porto, destinado ao tráfego compartilhado em quatro vias rodoviárias, duas linhas de metro e um passeio para peões.

João António Saraiva Pires da Fonseca nasceu em 1959 na cidade da Guarda. Frequentou a escola primária da Vermiosa, onde a sua mãe foi a sua primeira professora. Cedo manifestou tendência para engenharia, sendo talvez a mecânica a mais apetecida, pois aprendeu a construir com as mãos, pequenas estruturas em “Mecano”. Viria, no entanto, a decidir-se pela engenharia civil.

Frequentou a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, onde terminou em 1982 a licenciatura em Engenharia Civil com a classificação de 18 valores e o curso de mestrado em Engenharia de Estruturas em 1986.
Após ter terminado a licenciatura começou a trabalhar em projetos de engenharia com o seu antigo professor Eng. Amaro da Costa, na ENCIL. Foi assistente da FEUP durante vários anos e escreveu uma tese de mestrado com o tema “Análise Viscoelasto-plástica de Estados Planos de Tensão e Estados Planos de Deformação”, orientado pela Prof.ª Lúcia Dinis.
Em 1987 decidiu fazer uma tese de doutoramento no estrangeiro. O nome do futuro orientador foi-lhe sugerido pelo Prof. Ferry Borges num breve encontro no LNEC e teve grandes repercussões no percurso profissional que se seguiu. O Prof. Joaquim Sarmento apoiou a sua decisão de ir para Stuttgart, na Alemanha.
Os anos seguintes foram dedicados à investigação em estruturas pelo método das escoras e tirantes, com o Prof. Dr.-Ing. Jörg Schlaich, no antigo “Institut für Massivbau”.
Regressou à FEUP em 1992 e voltou a Stuttgart para o exame de doutoramento em 1995, que concluiu com a classificação de muito bom com distinção. O tema da tese foi „Zum Bemessen und Konstruieren von Stahlbetonplatten und –scheiben mit Lastpfaden“ (Acerca do dimensionamento e projeto de lajes e paredes de betão armado com o caminho das forças).
Foi Professor auxiliar na FEUP (Gabinete de Estruturas) até 2000, ano em que decidiu passar a lecionar na Universidade da Beira Interior. É responsável pelas disciplinas de Estruturas e de Betão Pré-esforçado.
Como engenheiro civil tem mantido uma atividade intensa em projetos de fundações e estruturas no âmbito da ENCIL, dos quais se destacam as seguintes obras:

  • 1983 – Torre de Radar e edifícios anexos, no Aeroporto de Lisboa
  • 1984 – Capela Latina do Quartel General do Exército Azul em Fátima
  • 1985 – Hotel Marina D. Pedro em Vilamoura
  • 1987 – Pavilhão Polivalente da A.I.P. em Lisboa – Ampliação da F.I.L.
  • 1994 – Torre de televisão em V. N. Gaia – Plataformas e estruturas metálicas
  • 1995 – Viaduto sobre a Ribeira da Granja na Auto Estrada A3 Porto-Valença
  • 1997 – Viaduto do Cais das Pedras em Massarelos – Porto
  • 1998 – Viaduto de Acesso ao Norteshopping em Matosinhos
  • 1998 – Passagem para Peões na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
  • 1999 – Viaduto na Av. Marginal do Parque da Cidade do Porto
  • 1999 – Parque de Estacionamento na Praça Gonçalves Zarco – Porto
  • 2000 – Edifício Transparente na Av. Marginal do Parque da Cidade do Porto
  • 2001 – Requalificação da Avenida de Montevideu no Porto
  • 2001 – Viadutos sobre a Barragem do Alqueva
  • 2001 – Cobertura do Auditório do Hotel Sheraton no Porto
  • 2002 – Passagem para peões na Estação de C.F. de Paredes

Refere-se ainda mais de uma centena de projetos de aplicação de pré-esforço em estruturas de pontes, viadutos e edifícios.

Comprimento de 228 m e largura de 16 m, com vãos interiores de 30m

Material: Betão Estrutural Branco

Custo aproximado: 1.750.000,00 Euros

Projeto de Fundações e Estruturas: Eng. João António Saraiva Pires da Fonseca

ENCIL Projetos e Estudos de Engenharia Civil, Lda.

Colaboração dos Eng.ºs Civis António Alpuim, João Cunha, Guilhermino Freixo, Carlos Pita (†), Carlos Rebelo e Pedro Santos.

Projeto de Urbanismo e Arquitetura:

Arquiteto: Manuel de Solà-Morales

Dono de Obra: Câmara Municipal do Porto – Porto 2001 S.A. Capital Europeia da Cultura

Empreiteiro Principal: Construtora do Tâmega, S.A.

Gestão e Fiscalização: Kaiser/Cinclus, G.O.C.

Como podemos ajudá-lo?

Contacte-nos através de um dos nossos telefones, ou submeta um formulário.