Estádio de Braga
Arquiteto Eduardo Souto de Moura
Braga

Mais informações

A Secil – Companhia Geral de Cal e Cimento, S.A. atribuiu o Prémio Secil de Arquitetura 2004 ao Estádio Municipal de Braga, da autoria do arquiteto Eduardo Souto de Moura.

O Prémio Secil tem o valor pecuniário de 50.000€, tendo já sido atribuído a alguns dos mais significativos nomes da arquitetura portuguesa como Vítor Figueiredo, Siza Vieira, João Luís Carrilho da Graça e Pedro Maurício Borges.

1952 – Eduardo Souto Moura nasce no Porto (Portugal) a 25 de Julho.

1974-1979 – Colabora com o arquiteto Álvaro Siza Vieira.

1980 – Licencia-se em Arquitetura pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto.

1980 – Inicia a atividade como profissional liberal.

1981 – Inicia a atividade de Assistente do curso de Arquitetura na FAUP.

1988 – Professor convidado na Faculdade de Arquitetura de Paris-Belleville.

1989 – Professor convidado nas Escolas de Arquitetura de Harvard e Dublin.

1990 – 1991 – Professor convidado na ETH de Zurich.

1994 – Professor convidado na Escola de Arquitetura de Lausanne.

Prémios

1980 – Prémio Fundação António de Almeida.

1981 – 1º. Prémio no concurso para o Centro Cultural da S.E.C., Porto.

1982 – 1º. Prémio no concurso para a re-estruturação da Praça Giraldo, Évora.

1984 – Prémio Fundação Antero de Quental.

1986 – 1º. Prémio no concurso para os Pavilhões C.I.A.C.

1987 – 1º. Prémio no concurso para um Hotel, Salzburg.

1990 – 1º. Prémio no concurso “IN/ARCH 1990 para a Sicília”.

1992 – Prémio SECIL de Arquitetura.
1º. Prémio para a Construção de Auditório e Biblioteca Infantil da Biblioteca Pública Municipal do Porto.

1993 – 2º. Prémio no concurso “A Pedra na Arquitetura”.

– Prémio Secil de Arquitetura – Menção Honrosa para a Casa de Miramar.

– Prémios Nacionais de Arquitetura – Menção Honrosa para o Centro Cultural da S.E.C. e Casa de Alcanena.

1995 – Prémio Internacional da Pedra na Arquitetura para a Casa em Braga, Feira de Verona.

1996 – Prémio Anual da Secção Portuguesa da Associação Internacional de Críticos de Arte.

– Nomeado para o Premio Europeo de Arquitetura Pabellón Mies van der Rohe, com os projectos:

1990 – “Casa das Artes”, Centro Cultural para a S.E.C., Porto.

1992 – Casa em Alcanena.

1994 – Departamento de Geociências da Universidade de Aveiro.

1996 – Bloco de Habitações na Rua do Teatro, Porto.

1998 – Pousada de Santa Maria do Bouro.

2000 – Casas Pátio em Matosinhos.

2002 – Casa do Cinema “Manoel de Oliveira”, Porto

1998 – Finalista do Prémio IBERFAD com a Pousada de Santa Maria do Bouro.

– 1º. Prémio I Bienal IberoAmericana com a Pousada de Santa Maria do Bouro.

– Prémio Pessoa/98.

1999 – Menção Honrosa “Pedra na Arquitetura” para a Pousada de Santa Maria do Bouro

– Prémio de Opinião, Prémios FAD, Silo Cultural no NorteShopping.

2001 – Prémio Heinrich-Tessenow-Medal in Gold.

2002 – Finalista na III Bienal Iberoamericana de Arquitectura y Ingenieria Civil, Casas Pátio em Matosinhos.

2003 – Menção Honrosa “Pedra na Arquitetura” para o projecto da Faixa Marginal de Matosinhos Sul

2004 – Finalista dos Prémios FAD de Arquitetura e Interiorismo 2004, com o projecto “2 Casas em Ponte de Lima”.

– Prémio del Jurado de la Opinión dos Prémios FAD de Arquitetura e Interiorismo 2004.

Principais Projectos

1980/84 – Mercado Municipal de Braga, Braga.

1981/91 – “Casa das Artes”, Centro Cultural para a S.E.C.

1982/85 – Casa 1 em Nevogilde, Porto.

1983/88 – Casa 2 em Nevogilde, Porto.

1984/89 – Casa na Quinta do Lago, Almansil, Algarve.

1985 – Ponte “Dell’ Accademia”, Bienal de Veneza, Veneza.

1986/88 – Anexos a uma habitação na Rua da Vilarinha, Porto.

1987/92 – Casa em Alcanena, Torres Novas.

1987/89 – Hotel em Salzburg (1987 Concurso; 1989 Projecto).

1987 – Plano de Pormenor para “Porta dei Colli”, Palermo (Trienal de Milão).

1987/91 – Casa 1 em Miramar, Vila Nova de Gaia.

1987/94 – Casa na Av. da Boavista, Porto.

1988 – Plano de Pormenor e Equipamentos para “Mondello”, Palermo.

1989/97 – Reconversão do Convento de Stª. Maria do Bouro numa Pousada, Amares.

1989/94 – Casa no “Bom Jesus”, Braga.

1990/94 – Departamento de Geociências da Universidade de Aveiro, Aveiro.

1990/93 – Casa na Maia, Maia.

1990/93 – Casa em Baião, Baião.

1991/95 – Casa em Tavira, Tavira, Algarve

1991 – Burgo Empreendimento – Edificios de escritórios e galeria comercial, na Av.Boavista, Porto.

1991/98 – Casa em Moledo, Caminha.

1992/95 – Bloco de habitação na Rua do Teatro, Porto.

1992/01 – Biblioteca Infantil e Auditório para a Biblioteca Municipal do Porto, Porto.

1993/04 – Remodelação e Valorização do Museu Grão Vasco, Viseu.

1993/99 – Casa pátio em Matosinhos, Matosinhos.

1993 – Reconversão do Edifício da Alfândega do Porto em Museu dos Transportes e Comunicações.

1994/02 – Casa na Serra da Arrábida.

1994/02 – Casa em Cascais.

1994/01 – Três habitações na Praça de Liége, Porto.

1995 – Plano de Pormenor do Novo Centro Direccional da Cidade da Maia.

1995 – Reconversão da Faixa Marginal de Matosinhos Sul.

1995/98 – Projeto de Conteúdos do Pavilhão de Portugal – Expo’98, Lisboa.

1996/97 – Projeto de Interiores para a Pousada de Santa Maria do Bouro, Amares.

1997/99 – Projeto de Interiores para os “Armazéns do Chiado”, Lisboa.

1997/01 – Centro Português de Fotografia, Edifício da Cadeira da Relação do Porto, Porto.

1997 – Projeto de Arquitectura para o Metro do Porto, Porto.

1997/01 – Edifício de Habitação Colectiva na Cidade da Maia, Maia.

1997/01 – Remodelação do Mercado de Braga.

1998/99 – Galeria “Silo” no Norteshopping, Matosinhos.

1998/03 – Casa do Cinema Manoel de Oliveira, Porto.

1999/00 – Co-Autor do Projeto do Pavilhão de Portugal na Expo Hannover com o arqtº. Siza Vieira.

2000/03 – Estádio de Braga – Euro 2004, Braga.

P.S. – As datas indicam o início e final dos projetos.

O Estádio Municipal de Braga foi implantado no Parque Desportivo de Dume, na encosta Norte do Monte Castro. A nossa implantação, é a consequência de não devermos fazer uma “barragem” à linha de água que naturalmente percorre o vale. A alternativa, foi deslocá-lo para poente, adoçando-o à encosta, como um anfiteatro romano.

Hoje o futebol é um espetáculo, tal como o cinema, o teatro e a televisão, daí a opção de fazer apenas duas bancadas. Hoje ninguém aguenta ver uma peça do Peter Handke em “zoom”, atrás das balizas.

A cobertura surgiu inicialmente como uma longa pala contínua (ver Siza /Expo), mas por condicionamentos e viagens, optamos por eleger como referência as pontes Incas do Perú.

Com uma altura de 40 metros, o Estádio ficará adoçado a duas praças com o mesmo desnível. Sendo assim, o Edifício poderá servir de “âncora” à organização do território, na emergente expansão da cidade a Norte. A Sul, também foi assim há vinte anos, no Mercado do Carandá. Hoje sem romantismos, estou a amputá-lo, para que não morra de gangrena.

Cliente: Câmara Municipal de Braga  

Datas do Projeto de Arquitetura: Janeiro 2000

Datas da Construção: Janeiro 2002 / Dezembro 2003

Morada: Monte Crasto, Parque Norte, Braga  

Projeto Arquitetura: Souto Moura – Arquitectos, Lda.  

Projeto Geral: Eduardo Souto de Moura, Carlo Nozza, Ricardo Merí, Enrique Penichet, Atsushi Hoshima, Diego Setien, Carmo Correia, Sérgio Koch, Joaquim Portela, Luisa Rosas, Jorge Domingues, Adriano Pimenta, Ricardo Rosa Santos, Diogo Guimarães, José Carlos Mariano, João Queiroz e Lima, Tiago Coelho  

Paisagismo: Daniel Monteiro  

Consultores: Arup Associated – Dipesh Patel (Stadium revise)  

Engenharia: AFAssociados – Projectos de Engenharia, SA  

Coordenação: Rui Furtado  

Estruturas: Rui Furtado, Carlos Quinaz, Renato Bastos, Pedro Moas, Rui Oliveira, Rodrigo Andrade e Castro, Pedro Pacheco, Miguel Paula Rocha, António André, João Dores, Sérgio Vale, Nuno Neves, Rafael Gonçalves, Andreia Delfim, Miguel Braga, João Coutinho, António Monteiro  

Inst. Hidráulicas: Maria Elisa Parente, Joana Neves  

Inst. Elétricas: António José Rodrigues Gomes, António Ferreira, Luís Fernandes (RGA)  

Inst. Mecânicas: José Silva Teixeira, Tiago Fernandes (RGA)  

Segurança: Christian Aoustin (Gerisco)  

Escavação: Estevão Santana, João Burmester  

Arruamentos e infraestruturas: Estevão Santana, João Burmester  

Consultores: António Silva Cardoso (Geotecnia), Cêgê (Geotecnia), Ove Arup & Partners – Andrew Alisop / Andrew Minson (Estudo do Vento), RWDI – Mark Hunter / Michael Soligo (Ensaios em modelo rígido), DMI – Danish Maritim Institut – Aage Damsghaard (Ensaios em modelo aeroelástico), Instituto Construção da FEUP – Elsa Caetano (Dinâmica)  

Projeto final dos cabos: Tensoteci –  Massimo Marini, Massimo Majowietcki

Cobertura: Soares da Costa, S.A. –  Luís Afonso, Diogo Santos  

Fiscalização: Câmara Municipal de Braga – DOMSU – Manuel Afonso Basto. Carlos Amaral, Luís Almeida, Filipe Vaz, Eduardo Leite, Paula Pereira, Cidália Rodrigues, Márcia Rodrigues, J. Rodrigues  

Construção:

  • Escavação geral: Aurélio Martins Sobreiro, Adérito Faneca  
  • Contenção: ACE – Assoc. / Tecnasol – Mário Duarte, João Falcão

Estruturas, Instalações, Acabamentos e Espaços Exteriores: ACE – Assoc. / Soares da Costa, S.A. – Lionel Correia, Jorge Oliveira, Mário Duarte, Mário Pereira, Santos Costa

Como podemos ajudá-lo?

Contacte-nos através de um dos nossos telefones, ou submeta um formulário.