A SECIL apoiou uma vez mais o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana, que já vai na sua 8ª edição.

 

A iniciativa da Vida imobiliária e da Promevi além do apoio SECIL conta com o Alto Patrocínio do Governo de Portugal, com o objetivo de distinguir e enaltecer as melhores intervenções de reabilitação.

Para a SECIL, a segurança é primordial. Através deste apoio, pretendemos contribuir para incentivar, cada vez mais, que as intervenções de reabilitação urbana sejam executadas de forma responsável, segura e consciente, utilizando os materiais indicados para evitar operações de estética sem considerações estruturais, que podem colocar em risco a segurança dos edifícios ou estruturas na proximidade.

A cerimónia de entrega decorreu no edifício dos Paços do Concelho da Câmara Municipal do Porto, que deu a conhecer os vencedores das 10 categorias a concurso. Este ano, foram 77 os projetos a concurso, provenientes de todo o país, incluindo ilhas. Salientar o recorde obtido de pré-inscrições para participação nesta edição.

O Júri do Prémio foi constituído por cinco personalidades das áreas da economia, Imobiliário, Arquitetura, Engenharia e Património. A excelência do painel de jurados desta edição foi composta por o economista João Duque, os arquitetos João Santa-Rita e João Carlos Santos e os engenheiros Manuel Reis Campos e Vasco Peixoto de Freitas.

Lista completa dos vencedores 2020:

 

MELHOR INTERVENÇÃO DE USO RESIDENCIAL:

Faria Palace (Lisboa)

 

MELHOR INTERVENÇÃO DE USO TURÍSTICO (EX-AEQUO):

The One Palácio da Anunciada (Lisboa)

 

MELHOR INTERVENÇÃO DE USO TURÍSTICO (EX-AEQUO):

Hotel Tipografia do Conto (Porto)

 

MELHOR INTERVENÇÃO DE USO COMERCIAL E SERVIÇOS:

Braamcamp 119 (Porto)

 

MELHOR INTERVENÇÃO COM IMPACTO SOCIAL:

Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota (Porto)

 

MELHOR INTERVENÇÃO CIDADE DE LISBOA:

Igreja de Nossa Senhora do Loreto (Lisboa)

 

MELHOR INTERVENÇÃO CIDADE DO PORTO:

Hotel Tipografia do Conto (Porto)

 

MELHOR INTERVENÇÃO INFERIOR A 1.000 M2:

Centro Interpretativo do Vale do Tua (Foz Tua – Carrazeda de Ansiães)

 

MELHOR INTERVENÇÃO DE RESTAURO:

Sinagoga de Tomar e Museu Luso-Hebraico Abraão Zacuto (Tomar)

 

MELHOR REABILITAÇÃO ESTRUTURAL:

  1. Carlos I (Lisboa)

 

MELHOR SOLUÇÃO EFICIÊNCIA ENERGÉTICA:

Aguiar 84 (Lisboa)

 

PRÉMIO ESPECIAL DO JÚRI:

A Escola de Todos Nós – Reabilitação da Escola de Midões