Facultade das Ciencias da Información
Arq. Álvaro Siza Vieira
Santiago de Compostela

Mais informações

Siza Vieira foi o autor premiado nesta quinta edição dos Prémios Secil de Arquitetura, com a obra Facultade de Ciencias da Información, em Santiago de Compostela. Siza Vieira foi, pela segunda vez, distinguido com este Prémio, tendo sido premiado em 1996 pelo seu projeto de recuperação para o Edifício Castro & Melo, na zona sinistrada do Chiado, em Lisboa.

O Prémio Secil de Arquitetura, pelo seu valor e prestígio reconhecido ao longo das várias edições, continua a ser o prémio de Arquitetura mais conceituado a nível nacional.

Álvaro Joaquim de Melo Siza Vieira nasceu em Matosinhos em 1933. Estudou Arquitetura na Escola Superior de Belas Artes do Porto entre 1949 e 1955, sendo a sua primeira obra construída em 1954.

Foi colaborador do Prof. Fernando Távora entre 1955 e 1958. Ensinou na ESBAP entre 1966 e 1969; reingressou em 1976 como Professor Assistente de “Construção”. Foi Professor Visitante na Escola Politécnica de Lausanne, na Universidade de Pensilvânia, na Escola de Los Andes em Bogotá, na Graduate School of Design of Harvard University como “Kenzo Tange Visiting Professor”; continua a lecionar na Faculdade de Arquitetura do Porto.

Exerce a profissão na cidade do Porto, sendo autor de numerosos projetos em Portugal, Espanha, França, Holanda, Bélgica, Itália e Alemanha.

Convidado a participar em concursos internacionais, obteve o primeiro lugar em Schlesisches Tor, Kreuzberg, Berlim (já construído), na recuperação do Campo di Marte, Veneza (1985), na remodelação do Casino e Café Winkler, Salzburg (1986) e no Centro Cultural de La Defensa em Madrid (1988/89).

A Secção Portuguesa da Associação Internacional de Críticos de Arte atribuiu-lhe o Prémio de Arquitetura do Ano (1982). Recebeu um Prémio de Arquitetura da Associação de Arquitetos Portugueses (1987).

Em 1988 recebeu a Medalha de Ouro de Arquitetura do Conselho Superior do Colegio de Arquitetos de Madrid, a Medalha de Ouro da Fundação Alvar Aalto, o prémio Prince of Wales da Harvard University e o Prémio Europeu de Arquitetura da Comissão das Comunidades Europeias/Fundação Mies van der Rohe.

Em 1992 foi-lhe atribuído o Prémio Pritzker da Fundação Hyatt de Chicago pelo conjunto da sua obra.

Em 1993, recebeu o Prémio Nacional de Arquitetura atribuído pela Associação dos Arquitetos Portugueses. Em 1994, o Prémio Dr. H.P. Berlagestichting e o Premio Gubbio/Associazione Nazionale Centri Storico-Artistici. Em 1995, a Medalha de Ouro atribuída pela Nara World Architecture Exposition e o Prémio Internacional Architetture di Pietra atribuído pela Fiera di Verona. Em 1996, recebeu o Prémio Secil de Arquitetura. Em 1997, foi-lhe atribuído o Premio Manuel de la Dehesa pela Universidade Menendez Pelayo, em Santander.

Em 1998, recebeu o Arnold W. Brunner Memorial Prize pela American Academy of Arts and Letters, de Nova Iorque; o Premio IberFAD de Arquitectura do Foment de les Arts Decoratives, de Barcelona; e o Praemium Imperiale pela Japan Art Association, de Tóquio, e a Medalha de Ouro do Circulo de Bellas Artes de Madrid.

Em 1999, recebeu a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique atribuída pela Presidência da República Portuguesa, e o Prémio Leca de Construção´98. É membro da American Academy of Arts and Science e “Honorary Fellow” do Royal Institute of British Architects, do AIA/American Institute of Architects, da Académie d´Architecture de France e da European Academy of Sciences and Arts.

Foi doutorado “Honoris Causa” por: Universidade de Valencia, Escola Politécnica Federal de Lausanne, Universidade de Palermo, Universidade Menendez Pelayo, Universidade Nacional de Engenharia de Lima, Universidade de Coimbra, pela Universidade Lusíada e pela Universidade Federal de Paraíba, João Pessoa (Brasil) (2000).

O edifício da Faculdade das Ciências da Informação situar-se-á no Burgo das Nações, integrado no novo polo universitário e em lote definido no respetivo Plano Parcial. Este lote é limitado a Norte pela Rua Castelão, a Sul e Nascente pela Avenida do Burgo das Nações e a Poente pela escada que as interliga.

O corpo principal do edifício desenvolve-se linearmente na direção Poente-Nascente, respeitando o alinhamento Sul da Faculdade de Filologia. Este corpo tem três pisos (rés-do-chão e dois andares na metade Poente do seu desenvolvimento transversal, e cave, rés-do-chão e um andar no restante comprimento). As suas dimensões são de 17,5m x 127 m.

Este desnível da cobertura decorre da adaptação à topografia e aos condicionamentos do programa. Na zona de maior cércea situam-se nove salas de aulas, em anfiteatro, acessíveis por rampa, ascensores e escadas e ainda, no último piso, os gabinetes dos docentes. Na zona de menor cércea situam-se os estúdios de rádio e criação visual e os laboratórios de audiovisuais.

Todas as áreas estão dispostas ao longo de uma galeria virada a Norte, situando-se o átrio principal entre os dois setores mencionados (de aulário e audiovisuais). A galeria dá igualmente acesso a três corpos implantados perpendicularmente, de pé direito entre 7 e 10 metros, os quais definem pátios abertos sobre a Rua Castelão. O volume situado no extremo Poente da galeria corresponde ao auditório (300 lugares). Os dois restantes volumes, no extremo Nascente, completam a zona de audiovisuais e integram os estúdios de televisão e cinema. A biblioteca ocupa uma posição central acessível a partir do duplex do átrio. O seu volume define um amplo pórtico de acesso. As escadas, ascensores e instalações sanitárias estão equilibradamente colocados ao longo da galeria de distribuição, de modo a satisfazer os respetivos Regulamentos.

Ficha Técnica obra: Facultade das Ciencias da Información

Localização: Calle Burgo de las Naciones, Santiago de Compostela

Data do projeto: 1993-2000

Data de construção: 1998-2000

Projeto: Álvaro Siza

Colaboradores responsáveis: Carlos Seoane, Marco Rampulla

Colaboradores: Cristina Ferreirinha, Edison Okumura, Javier Molina, Lia Kiladis, Luis Diaz Mauriño, Gonzalo Benavides

Atelier associado: Carlos Seoane

Cliente: Universidade de Santiago de Compostela

Estrutura: GOP – Eng. Jorge Silva

Eletricidade: Eng. Raul Serafim

Acústica: Eng. Higini Arau

Mecânica: GET – Eng. Costa Pereira

Área do edifício: 5.700 m2

Área de intervenção: 13.600 m2

Construtor: Construtora San José

Como podemos ajudá-lo?

Contacte-nos através de um dos nossos telefones, ou submeta um formulário.