Dia da Sustentabilidade e da Inovação Fábrica Secil-Outão

A contribuição da Secil, em 2015, com 44 milhões de euros para o PIB da região de Setúbal foi uma das mais importantes conclusões do estudo da consultora KPMG sobre o impacto sócio-económico da fábrica do Outão, apresentado, ontem, no Dia da Sustentabilidade e Inovação, em Setúbal.

O antigo hangar de carvão foi o espaço escolhido para acolher este evento, que contou com a presença de cerca de uma centena  de quadros da empresa e comunicação social.

À intervenção inicial do Dr. Gonçalo Salazar Leite, que abordou os temas em debate, seguiu-se uma apresentação do renomeado orador nas matérias de Inovação e Estratégia, Jonas Hoffmann, consultor, professor universitário e formador, com larga experiência na Europa, Estados Unidos, China e Brasil.

Os 672 empregos gerados na Península de Setúbal, os 191 mil euros em donativos atribuídos à comunidade envolvente e o gasto de 16 milhões de euros em fornecedores locais foram outros dados de 2015 revelados pelo estudo da KPMG, o que demonstra o contributo decisivo da fábrica do Outão para o dinamismo económico e social da região.